terça-feira, 28 de agosto de 2007

Ainda há uma Chance

Há uma música muito antiga que diz mais ou menos assim:
“Qual foi a razão de esconderes de Deus, problemas, tristezas e dores ?
Qual foi a razão de estares assim, pois Jesus quer cuidar de ti.
Qual foi a razão de não mais desejar que Cristo levasse teu fardo ?
Se tu queres então, um amigo real, em Jesus podes confiar.”

Há momentos em nossas vidas que nos sentimos exatamente assim, longe de Deus, longe do Criador. E na verdade estamos. O pecado e o mundo vai aos poucos nos seduzindo e quando acordamos (quando acordamos), estamos á beira do abismo, se é que já não estamos soterrados nele. Mas Deus prove meios de nos alertar. Sua infinita misericórdia nos alcança, onde quer que estejamos, e sempre nos dá uma chance. Pode ser que essa poesia que emprestei da Myrtes (sem ela saber), seja a sua chance, o seu escape, um veículo para a sua salvação, porque na verdade nossa salvação está em Cristo. Mas se voce pode ler neste momento esse texto, saiba que ainda há uma chance. Se agarre a ela e viva. Viva com Deus.


HÁ UM DEUS EM TUA VIDA(Myrtes Mathias)
“Quando te vejo tão acomodado ao mundo que te cerca, como a água tomando a forma do vaso que a contém, eu me lembro de um Rei coroado de espinhos, arrastando uma cruz pelos caminhos, pelas ruas de Jerusalém.

Quando te vejo tão preocupado com rótulos e comodidades, tão desejoso de aparecer, eu me lembro de um jovem-Deus perdido no deserto, onde só feras e anjos O podiam ver. Um jovem-Deus que te entregou um dia o privilégio da grande Comissão, o qual negas com tua covardia, sucumbindo a promessas que te falam à carne e ao coração.

Quando te vejo tão ocupado em construir celeiros, ajuntando fortunas que o ladrão pode roubar, eu me lembro de um Deus caído sob tuas culpas sem o conforto de uma pedra para repousar.

Quando te vejo conivente com aquilo que ele aborrece, ao ponto de ocultar a Herança que ele te legou, pergunto: Seria falsa a promessa que fizeste ou o amor que tu Lhe tinhas era pouco e se acabou?

Onde está o teu grito de protesto, que já não escuto? Tua atitude de inconformação? Será que te esqueceste do santo compromisso ou te parece pouco o privilègio da tua missão?

Por que tremes diante do mundo, temendo por valores que só servem aqui? Será que Cristo te escolheu em vão ou será que já não existe um Deus dentro de ti? Tu estás no mundo, mas não és do mundo. Não escolheste - foste escolhido. Por que te escolhes ao ponto de seres grande pelo padrão dos homens, comprometendo tua autoridadede condenar um mundo corrompido?

Foste escolhido para uma missão tão grande que nem a anjos foi dada a executar: não te assustem ameaças, não te seduzam promessas, numa obra eterna, é melhor morrer do que negar. Lembra-te que há um Deus em tua vida que os teus atos devem glorificar.”


Pai, não permita que eu me conforme com o mundo. Não permita que eu sinta qualquer prazer nas coisas ilusórias que esse mundo nos oferece, que eu as tenha como esterco ante a magnitude de ser teu servo. Cumpre na minha vida aquilo que Tu tens para realizar, segundo os teus soberanos planos, planos esses escritos mesmo antes que eu visse a luz. Que minha vida glorifique em tudo teu nome; que o mundo veja e reconheça em minha vida o poder transformador do evangelho, e assim, a glória será unicamente Tua. Pai, não almejo riquezas, glória nem fama, quero unicamente ser um servo fiel, e se ao menos isso eu conseguir, serei eternamente grato, porque até minha fidelidade provém da fé que me deste, da Tua misericórdia em me escolher. Seu eternamente filho.

Fábio Adriano Cruvinel Machado
Cincinnati, 27 de agosto de 2007

Nenhum comentário: