segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Que Justiça é essa?

Maníaco de Guarulhos confessa crime pelo qual 3 pessoas estão presas há dois anos. Essa foi ontem uma das repostagens do domingo espetacular. Durante a matéria foi mostrado como os três jovens foram torturados pela polícia (sacos plásticos, gás de pimenta, choques elétricos, socos, tapas e pontapés) e depois presos, porque segundo os policiais havia uma carta de confissão assinada (pudera, depois de tanta violência, qualquer um confessa qualquer coisa). Como se sabe, estupradores são tratados com a pena de morte dentro das cadeias pelos próprios detentos, porque segundo a justiça da criminalidade esse é um crime inaceitável até para eles. Com medo que isso pudesse ocorrer, o advogado de defesa das vítimas enviou ao comando do PCC de dentro da cadeia uma cópia do processo do crime para que ele pudessem avaliar e julgar por si. Inacreditavelmente depois de verificar nos mínimos detalhes todas as falhas que continha o processo, os integrantes do PCC consideraram os supostos assassinos inocentes e resolveram então protegê-los dentro do presídio.
Com a noticia da confissão do crime pelo maníaco de Guarulhos, os líderes do PCC enviaram um aviso ao diretor do presídio pedindo para que os 3 rapazes fosses soltos, caso contrário eles promoveriam uma rebelião interna que só terminaria com a soltura dos jovens.
O que me chocou, e confesso que fiquei irado com a reportagem, foi verificar que a justiça dos criminosos nesse caso, funcionou melhor que a justiça dos homens. Não estou justificando todos os atos horrendos que o PCC pratica só por esse ato isolado, mas temos de concondar que eles foram mais justos dessa vez. O que me choca é ver que 3 inocentes foram para a cadeia depois de serem torturados, talvez porque fossem pobres e não tinham olhos azuis, enquanto o acusado Gil Rugai anda solto no sul do país, com provas indiscutíveis de sua culpa na morte do pai e da madrasta, descumprindo ordens judiciais, talvez porque seja rico.
Essas notícias sempre vão me chocar, inevitavelmente. Não consigo me controlar ante injustiças.
O que me consola é que eu tenho certeza que um dia vou viver em uma terra onde não haverá mais injustiças, onde não haverá mais desigualdades, onde não haverá mais sofrimento, onde não haverá mais morte, onde não haverá mais dor, onde tudo e todos vão ser guiados pelo amor.
O que me deixa feliz e em paz é que tudo aquilo que hoje me entristece, me choca, me tira a tranquilidade, deixarão de existir. As nossas lutas pela preservação do meio-ambiente não mais serão necessárias ali, nesta terra não haverá mais poluição. Nossa preocupação com a segurança não terá mais lugar porque nesta terra não haverá mais assaltos, disputas por drogas, viciados em drogas (porque são esses que alimentam o tráfico), inveja, maldade. Nesta terra haverá uma paz da qual o mundo jamais tomou conhecimento.
Mas ainda tenho que dizer que nesta terra não haverá mais acidentes de trânsito, porque as pessoas respeitarão seus semelhantes. Não haverá mais a loucura das grandes cidades onde cada um precisa chegar antes que o outro para levar vantagem am alguma coisa. O stress das megalópoles não vai mais ser visto por lá porque o tempo não será mais problema, teremos todo o tempo do mundo, ou melhor, do novo mundo.
Nesta nova terra onde o amor será a fonte de tudo, não vai haver mais hospitais porque as pessoas não vão mais ficar doentes, e além de não mais ficarem doentes não vão mais envelhecer, e por conta disso porque fazer cemitérios já que não mais morrerão também?
Não estou louco não. Esta terra vai existir e eu vou viver nela porque um dia fiz uma escolha que me garante esse privilégio. Esta terra é o céu, terra do meu Deus, terra onde reina o amor e a justiça.
Tem muita gente que assim como eu, um dia fez a escolha por esta terra. Mas com o passar do tempo, movidos pela agitação dos grandes centros, levados pela ânsia da prosperidade, enebrecidos pelo desejo de glória e poder, se esqueceram que existe um lugar melhor para se viver. Esqueceram-se que esta vida é como uma fumaça, que agora existe e daqui a pouco se esvai. Esqueceram-se que Jesus prometeu: Vou preparar-vos lugar. Por isso agora vivem como se já não vivessem, sonhando com coisas temporais, desgastando-se com mesquinharias superficiais e ilusórias. Apenas sobrevivem.
Gostaria de lembrá-los que a promessa feita por Jesus ainda está de pé. Ele vai voltar assim como prometeu, para levar o seu povo que um dia tomou a decisão de segui-lo, aceitando-o como Senhor de suas vidas. Esse é o passaporte, e a garantia é a Sua Palavra que não muda e não falha.
Eu estou ansioso para morar nesta terra onde habitará uma justiça infalível, inerrante e eterna. E você? Ainda acredita que este mundo tem jeito? Ainda acredita na justiça dos homens? Jesus tem a solução para nossas inquietações e nossos dilemas. Jesus nos oferece hoje a garantia de um lugar melhor para se viver, e será melhor porque Deus estará lá, para sempre.

Nenhum comentário: