sábado, 24 de julho de 2010

Que dizem os homens acerca de mim?

Eu não sei se o orkut é bom ou ruim. É bom no sentido de abrir oportunidades de se encontrar velhos amigos, que provavelmente, sem essa ferramenta eletrônica, seria muito difícil o contato. É ruim no sentido de se ver tanta banalidade e futilidade.
Mas tem uma coisa que me incomoda muito nos perfis: auto-promoção. Tenho visto frases de todo o tipo: "sou um vaso escolhido por Deus"; "sou um um vaso cheio de Deus"; "um levita do Senhor"; "fulano, profeta de Deus", "profeta - boca de Deus", etc, etc...
Pode até ter algumas verdades nestas frases, mas não cheira petulância, hipocrisia e vanglória? Cheira, e cheira mal. Não é a toa que pessoas não evangélicas nos acham metidos, arrogantes e com síndrome de superioridade. "Não ouse se levantar contra o ungido do Senhor!"; cansei de ouvir isso na minha adolescência e juventude.
Não vejo essas atitudes no meu Mestre. Jesus sabia quem era, conhecia o poder que tinha, tinha consciência de sua deidade, mas deixou que os outros dissessem o que achavam dele: "Disse-lhes Ele: E vós, quem dizeis que eu sou?". Jesus ao contrário de se promover, se escondia porque sabia que a sua glória era a cruz, símbolo de vergonha e desprezo. Mas os crentes hoje estão fugindo da cruz, de Cristo e deles próprios. Não querem se render à obra da cruz de Jesus e não querem carregar sua própria cruz. Por que cruz se lá na comunidade que eu frequento o "apóstolo" disse que eu tenho que ser cabeça e não cauda; se todas as coisas me serão acrescentadas, se tudo o que eu pedir com fé eu receberei, e por aí vai. São textos sem o seu contexto que criam uma falsa expectativa perigosa, visto que alimentam meu ego "evangélico", afastando-me da minha verdadeira identidade: um pecador salvo pela graça.
De verdade, sem falsa modéstia, não consigo usar frases de auto-exaltação, sinto-me indigno e por demais pecador para isso. Só eu e Deus sabemos de onde Ele me tirou, da situação da qual Ele me resgatou com seu poder e sua graça.
A minha única expectativa é que os homens e mulheres vejam em minha vida o milagre da graça de Deus, que não devotem a mim qualquer mérito ou glória, porque eu sou igual a qualquer pessoa honesta que sabe e reconhece o tamanho da força que se tem de fazer para vencer os pecados dia após dia. Sou como um alcóolatra que vive lutando contra seu próprio vício diariamente e sabe que, ao menor vacilo, ele volta a beber.
É isso, que as pessoas digam quem eu sou e se Deus for glorificado em minha vida eu não espero mais nada.
Que a graça de Deus nos cubra!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Mover Sobrenatural de Deus !!??

Hoje, vindo para o trabalho me deparei com um out-door enorme com a seguinte frase: "2010 - Ano do Mover Sobrenatural de Deus". Fiquei intrigado com aquilo e no caminho vim pensando quais as implicações, motivações e real significado destes dizeres tão impactantes.
Primeiro tentei imaginar o que seria o mover sobrenatural de Deus. Bom, se é sobrenatural é porque foge na naturalidade, daquilo que entendemos como sendo normal e corriqueiro. O nascer do sol não é sobrenatural porque acontece todos os dias. O funcionamento do nosso organismo não é sobrenatural, mesmo com toda a sua complexidade, porque virou rotina, e quando esse funcionamento foge da rotina temos que correr pro médico. Então o que é sobrenatural? Com certeza deve ser algo que nunca ocorre, ou que ocorre com pouquíssima frequência.
Então vamos lá. Quando eu adquiro um câncer que já entrou em metástase, fase terminal, e sou curado sem nenhuma explicação médica ou lógica, isso é sobrenatural, provavelmente um milagre. Quando eu passo em um concurso super concorrido, tendo estudado pouco ou quase nada, isso também deve ser sobrenatural porque um vagabundo como eu que não estudou teria poucas chances de passar. Quando eu sofro um acidente terrível com nenhuma chance de sair vivo, mas mesmo assim eu consigo sobreviver, isso sim deve ser um milagre sobrenatural (existe milagre natural?).
Agora, a segunda inquietação que me veio à mente ao ler a frase no out-door foi: "2010 - Ano...". Por que 2010? Por que não 2009, 2011? Ora, porque estamos em 2010 e faz sentido criar uma frase dessas de efeito para o ano que estamos vivendo, porque é óbvio, as pessoas querem resultados imediatos para a sua vida. Uma frase como esta por exemplo "2012 - O Ano do Mover Sobrenatural de Deus", seria no mínimo irritante de tanta ansiedade que geraria, e provavelmente não faria o mesmo sucesso.
Bom, se Deus escolheu mesmo esse ano de 2010 para agir de maneira surpreendente como nunca antes, por que então Ele revelou isso somente a um suposto "profeta" seu? Por que não revelou a outros cristãos a fim de que esse "mover" fosse um "mover" abrangente e impactante?
Isso me leva também a pensar que se esse ano é o ano do "mover" significa que até aqui Deus estava parado, sem se mover, estático e se divertindo com suas criaturas. Agora sim, Deus resolveu se mover. Mas não era sem tempo não?
Só tenho duas coisas para pensar, ou essa frase foi criada com o intuito de angariar membros dizimistas para alguma comunidade, ou foi criada debaixo de muita prepotencia por achar que Deus iria revelar algo tão grandioso somente para uma pessoa.
E pra não me chamarem de incrédulo, frio, pecador e blasfemo eu vou esperar. Se até o final de 2010 houver uma grande colheita de almas como nunca antes se viu, se pessoas se renderem aos pés de Jesus de uma forma incomum e maravilhosa (como eu gostaria de estar errado em minhas críticas), aí então eu me desculpo neste mesmo blog dizendo que fui incrédulo e mundano e nunca mais duvido desse tipo de frase ou propaganda em minha vida.
Porque eu acho que isso sim é mover sobrenatural de Deus, vidas sendo salvas. Desculpem-me os da prosperidade de plantão, mas eu não creio que Deus esteja tão preocupado em te fazer rico, próspero, e bem sucedido. Se a tua motivação pra ser bem sucedido não for expandir a obra missionária de Deus aqui ou longe daqui, sinto muito, mas você pode morrer de tanto pedir porque vai estar pedindo pra seu próprio deleite e Deus não responde oração assim. (Tiago 4:3)
Você pode até retrucar dizendo: mas essa frase não foi criada com o intuito de promover o evangelho da prosperidade. Meu amigo, eu não sou bobo e nem você. O que você acha que uma pessoa que nunca entrou em uma igreja em sua vida vai pensar quando ler uma frase dessas? Três coisas: bençãos materiais, cura física ou cura emocional (casamento). Bingo! Não é por um acaso essas três coisas o marketing chefe das igrejas neo-pentecostais? Será coincidência o investimento deles nessas três área que tanto atormentam o ser humano?
Todos os avivamentos da história foram marcados com salvação de pessoas em massa e eu não creio em avivamento, mover sobrenatural de Deus, ou seja lá o nome que queiram dar sem que haja salvação de vidas. É isso que Deus quer fazer com a vida das pessoas, o resto é consequência e de menor importância. Properidade, cura, tranquilidade na vida, tudo isso pode ou não acontecer, e vai depender da vontade de Deus pura e simplesmente.
Se todas as igrejas que se chamam pelo nome de cristãs evangélicas se propusessem a pregar o evangelho puro e simples da graça, mostrando tão somente o plano da salvação e se empenhando em discipular pessoas de acordo com a sã doutrina, o mundo seria diferente e não precisaria inventar moda pra atrair pessoas.
Que nossa oração seja para que Deus levante pastores, missionários, crentes sérios e comprometidos com a são doutrina e que não se deixam levar por modismos e nem sejam tentados a fazer acomodações da Palavra de Deus aos seus achismos.

Que Deus nos abençoe!